Gastronomia e Cidades do Mundo

Cervejaria Edmundo. Cervejaria com má cerveja? Enfim.. valeu pelo corno e pela borracha que serviram….!

Cervejaria Edmundo. Cervejaria com má cerveja? Enfim.. valeu pelo corno e pela borracha que serviram….!

Qualquer dia pensam que só gosto de escrever sobre aspectos maus dos restaurantes. A verdade é que não tenho tido sorte nas escolhas. Sei reconhecer o que é bom, o mau, o óptimo e o muito mau! Já experimentei vários restaurantes no mundo inteiro e é certo que cada indivíduo tem o seu paladar, mas também quando é mau qualquer pessoa percebe que é mau e o contrário também.

Sou simples e fácil de agradar. Basta serem minimamente simpáticos comigo, um petisco, de preferência português, bem feito, confeccionado com carinho, simples e uma boa pinga e saio de qualquer tasca de sorriso feito.

O último restaurante/ cervejaria que experimentei foi o Edmundo em Benfica, Lisboa. Após ter esbarrado na porta de 3 tascas que me indicaram, por estarem em férias, entrei no primeiro que estava aberto e era publicamente reconhecido por alguns (não todos).

Pois é, a experiência não começou nada bem. O restaurante estava cheio de clientes, o que adivinhava só coisas boas, mas não foi o caso.

Comecei por pedir imperiais. Com o calor que tem feito só queria um bela imperial fresquinha e cheia de gás!! Hum, como eu salivei 10 minutos à espera de uma simples imperial. Depois de suar à espera num restaurante em que o ar-condicionado parecia ter tirado férias, lá vieram as “louras” quentinhas e sem gás….. Nem queria acreditar. Reclamei e expliquei o que se passava. Mais 10 minutos passados, vieram mais duas imperiais iguais às primeiras. Numa cervejaria não é suposto terem o mínimo? Cerveja bem tirada, com gás e bastante fresca?! Da 2ª vez lá veio a empregada de mesa com a sua amabilidade bastante arrogante explicar que achava que uma máquina qualquer não estava a refrigerar bem os barris de cerveja… e servem aos clientes na mesma?!

Depois é que percebi porque é que os restantes clientes só estavam a beber água e vinho. Num cervejaria….

Eu sou naturalmente simpática (e humilde também :-)) e não gosto mesmo nada quando me tratam como se estivesse a incomodar ao reclamar por um mau produto servido.. Enfim, passei à frente. Tinha fome, sede e só queria começar a comer e a beber. Acabei por beber metade de uma SuperBock em garrafa morna.

Os pratos do dia vão desde os 7,43€ (meia dose de lombinhos de porco na brasa com bacon) até aos 17,90€ ( dose de arroz de tamboril com gambas). Mas, como ainda estava cheia do pequeno-almoço avantajado que me “obrigaram” a comer, optei pelos petiscos.

Ora, de petiscos tinha várias opções. Havia os normais mariscos, choco-frito (que só como em Setúbal), presunto, queijos, bifanas, pica-paus, mexilhões e por aí fora.

Escolhi pica-pau de vaca frito (9,50€) e mexilhões à espanhola (9,90€). Gostava que tivessem vindo primeiro os mexilhões e passar depois para a carne, mas sendo petiscos nem me importei que viesse primeiro a carne.

A dose de pica-pau tinha quantidade suficiente para deixar qualquer um satisfeito. O problema não foi o tamanho da dose, foi mesmo a carne de corno de vaca que tinha. Carne demasiado frita e MUITO dura. Valeram os pickles… A dose de batatas-fritas que trouxeram sem pedir e eu pensei que fazia parte da dose, também estavam boas. Sempre gostei de batatas congeladas.

Após degustar o belo do corninho, vieram os mexilhões. 

Quando os vi deliciei-me com o tamanho. Sim, nos mexilhões o tamanho importa! Espremi o dito do limão por cima e provei a primeira borracha. Oh infelicidade! Um conjunto tão lindo de borrachas. O molho estava bom e a fome só me disse para molhar o pão no molho e comer com o tomate e pimento que o acompanhava.

Sinceramente, eu não sou esquisita. Só não gosto de arrogância, mau serviço, mau atendimento, muito tempo de espera, comida e bebida com más condições. Só isso.

Para finalizar, lá pedi sobremesas e café, porque infelizmente ainda tinha fome.

A tarte de natas (2,40€) e o pudim flan (2,40€) estavam bons acompanhados com o belo do café. Como disse hoje a minha companhia de almoço: “para comer sobremesas e café vou a uma pastelaria”, certo mami?!

Fica a recordação dos 33,20€ (2 pessoas) para não repetir mais. Vou esperar que as tascas que me recomendaram abram das férias..!

 

 

 

 



4 thoughts on “Cervejaria Edmundo. Cervejaria com má cerveja? Enfim.. valeu pelo corno e pela borracha que serviram….!”

  • Não è a época ideal.
    Demasiados turistas numa Lisboa a banhos degrada qualquer serviço. Até mesmo uma cervejaria com nome na praça como o Edmundo. Não sendo uma desculpa, penso que merece uma segunda oportunidade.

  • Acho que não vale a pena voltar…é uma perda de tempo e dinheiro…nem vale a pena contar aquando foi da inauguração depois das obras…puro amadorismo…houve um apagao e nem velas havia…e a aço rda de marisco foi a pior que comi em toda a minha vida…enfim …só não entendo porque continuam a dizer que é uma referencia em Benfica…Pura mentira , moro lá e há restaurantes muito mas muito melhores.

    • Olá Alice, obrigada pelo seu comentário. Eu ainda vou dar uma segunda oportunidade mas só isso. De qualquer forma, peço-lhe que me indique os seus restaurantes preferidos na zona, ou na restante Lisboa.
      Ando à procura de boa relação qualidade/ preço, já que é o mais difícil de encontrar.
      Obrigada e siga o blog para ir sabendo por onde tenho andado

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *